Pesquisa
Ouça em
Siga-nos
Pesquisa
Ouça em

Naturopatia: o que é e quais são os seus benefícios

naturopatia-o-que-e-e-quais-sao-os-seus-beneficios

Que tal ativar o potencial de seu corpo e mente e, ao mesmo tempo, equilibrar suas emoções? Conheça a naturopatia!

 

O que é naturopatia?

 

A naturopatia é um conjunto de técnicas que utiliza de recursos naturais para estimular o corpo à auto-regeneração, prevenindo doenças e potencializando a saúde. 

 

Ela não trata apenas do campo físico, mas também do emocional, sendo muito procurada por quem tem distúrbios do sono, depressão ou que sofrem com o stress no trabalho

 

Também existe uma série de tratamentos para as pessoas que se interessam pelo campo estético. De modo geral, são métodos terapêuticos voltados para proporcionar dias mais leves e produtivos.

 

A naturopatia estimula as pessoas a adotarem uma nova filosofia de vida por meio do autocuidado e do autoconhecimento, através de uma grande diversidade de terapias integrativas, que visam reequilibrar e restaurar as capacidades naturais de seu corpo, auxiliando na eliminação de toxinas e substâncias nocivas que podem ser acumuladas ao longo da vida. 

 

Na medida em que o corpo estiver fortalecido, ele apresentará um grande potencial de defesa em relação aos desequilíbrios e enfermidades. 

 

Principais pilares da naturopatia

 

👉 Para a naturopatia, saúde é a harmonia entre os estados físico, mental e emocional. Por isso, atualmente considera-se por base filosófica o holismo, do grego Holos, que significa inteiro/todo.

 

As terapias holísticas são um conjunto de técnicas de diferentes vertentes que enxergam o ser humano de forma integral, e não apenas como a soma de partes distintas e isoladas. 

 

Quando o terapeuta define um tratamento adequado, ele considera seu paciente como um todo. Não foca somente em uma parte específica, mas analisa o conjunto, buscando a raiz do problema.

 

O poder de cura da natureza é fundamental para entender os princípios da naturopatia, os quais consideram a capacidade do corpo humano de auto regenerar-se, auxiliado pelos benefícios das plantas e dos alimentos, assim como a utilização de outros elementos naturais:

 

  • dos óleos essenciais na aromaterapia;
  • da argila na argiloterapia;
  • da água na hidroterapia;
  • atividades que utilizam o seu próprio corpo, como o Yoga;
  • estímulos gerados com o toque das mãos com ajuda terapêutica;
  • shiatsu;
  • reflexología podal…

… entre outras técnicas relaxantes.

 

A primeira consulta com um naturopata

 

Em uma primeira consulta é provável que se faça uma anamnese mais detalhada, isto é, uma série de perguntas sobre vários aspectos de sua vida: histórico familiar, estado de saúde atual, estado emocional, alimentação, ritmo de trabalho, estilo de vida, se existe alguma alergia, entre outros. 

 

Pode-se esperar que o naturopata avalie seus olhos, sua língua, sua pressão arterial, batimentos cardíacos etc.

 

A terapia, segundo a naturopatia, busca saber da causa do problema e de sua propensão, não focalizando somente no cuidado dos sintomas. Por conta disso, a avaliação é bastante ampla. 

 

Se o naturopata estiver baseado nos conhecimentos da Medicina Tradicional Chinesa e na Ayurveda, ele pode também fazer uma avaliação energética, trabalhando com os chacras para identificar algum desequilíbrio.

 

Após a sua análise, o naturopata irá propor uma série de terapias adequadas às suas características particulares, utilizando todos os recursos terapêuticos disponíveis. 

 

História da naturopatia

 

Embora os termos naturopatia e terapias holísticas tenham surgido em períodos distintos, atualmente eles se correlacionam e englobam uma série de práticas que conectam conhecimentos de vários lugares do mundo. 

 

As origens são diversas e datam de mais de 5000 anos atrás. Suas técnicas vêm sendo aperfeiçoadas com o tempo, criando novas vertentes e se relacionando com outras.  Essas práticas trazem conhecimentos ancestrais da antiga China como a acupuntura, a Ayurveda da Índia e várias outras. 

 

Algumas técnicas são reconhecidas pela OMS, como a homeopatia e o reiki, que inclusive em 2017 foram incluídas na lista de tratamentos oferecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no Brasil.

 

A palavra naturopatia surgiu apenas em 1902, mas sua etimologia é antiga, do grego natura (natureza) e pathos (doença).

 

A naturopatia se popularizou no Ocidente no século XIX, quando houve uma crescente necessidade de resgatar a relação com a natureza devido ao prejuízo causado pela Revolução Industrial. Ela ressurge como uma demanda gerada pelo desgaste excessivo no trabalho.

 

A medicina integrativa tem espaço no mundo corporativo?

 

Atualmente, a medicina integrativa é utilizada por diversas empresas para melhorar o desempenho e a qualidade de vida de seus funcionários. Entre suas práticas no ambiente corporativo temos as mudanças da alimentação e as terapias que focam no equilíbrio entre corpo e mente, como ioga, meditação, massagens, acupuntura e musicoterapia, entre outras. 

 

Além disso, passam a ser idealizados espaços mais acolhedores, visando estimular a criatividade e a produtividade, com ambientes mais arborizados – a exemplo de um belo jardim japonês para meditação.

 

Como se dividem as terapias?

 

Naturopatia alimentar: trabalha com a importância de manter uma boa alimentação, considerando as características particulares do seu corpo.

 

Naturopatia manual: estuda diferentes técnicas de massagem como a ayurvédica, reflexologia, quiromassagem, shiatsu, thai massagem, reflexologia podal e drenagem linfática.

 

Naturopatia fitocomplementar: está baseada em terapias com plantas medicinais, tanto através de ingestão quanto em diversas aplicações.

 

Naturopatia dos estímulos naturais: compreende os quatro elementos (terra, água, fogo e ar) e a maneira de fazer com que estejam equilibrados em nosso corpo através de seus benefícios.

 

Naturopatia sensorial: se baseia nos elementos que percebemos através dos sentidos e de suas vibrações que nos afetam positivamente: musicoterapia, cromoterapia, aromas, entre outras.

 

Naturopatia funcional: emprega a homeopatia.

 

Naturopatia psicofísica: emprega terapeuticamente técnicas psicofísicas como o relaxamento, a programação neurolinguística (PNL), a visualização criativa e o pensamento positivo, entre outras.

 

Naturopatia energética: focaliza a energia individual mediante os meridianos do corpo, como na acupuntura.

 

Naturopatia ergástica: engloba atividades como o Yoga, Taichi e o Qi Gong, entre outras.

 

Naturopatia semiológica: permite verificar os indicadores de saúde, como ocorre na iridologia. 

 

Alguns exemplos de terapias que podem ser utilizados no tratamento são:

 

  • Acupuntura
  • Ayurveda
  • Aromaterapia
  • Arteterapia
  • Acupressão
  • Dieta de desintoxicação
  • Fisioterapia
  • Fitoterapia
  • Florais
  • Geoterapia
  • Hidroterapia
  • Homeopatia
  • Hipnoterapia
  • Helioterapia
  • Iridologia
  • Meditação
  • Massoterapia
  • Musicoterapia
  • Quiropraxia
  • Trofoterapia/ Aconselhamento nutricional
  • Oligoterapia
  • Osteopatia
  • Shantala
  • Reflexologia
  • Radiestesia
  • Yoga…

… entre outras..

 

Conclusão 

 

A naturopatia representa um mercado de trabalho crescente e oferece formação no ensino superior através de especializações. No Brasil existem diversas escolas especializadas, como a EBRAN, a ABA e a Escola de Ayurveda, entre outras. 

 

Em Portugal há iniciativas como o Instituto Português de Naturologia, o Eduportugal, a ESMOT e a Associação Portuguesa de Naturopatia.  

 

Além dos espaços terapêuticos, é possível acessar conteúdos em podcasts. A radioava.global, por exemplo, apresenta materiais sobre aromaterapia, óleos essenciais e alimentos com propósito, entre outros conteúdos que vão te ajudar a desfrutar de dias mais leves e produtivos. 🌞

 

Encerramos a nossa conversa com um provérbio do Yoga:

Um corpo relaxado e calmo é um convite à paz mental.” Paramahansa Yogananda 🙏

________

 

Você já conhecia a naturopatia? Algumas das técnicas citadas fazem parte do seu cotidiano? Conte nos comentários! ❤️

 

 

AUTOR

 

Cristian Amaral  🇧🇷

 

Eu movo as palavras de lá para cá, e escolhi a web como tabuleiro desse jogo. Assim como todo profissional online, encaro diariamente o tsunami de informações e tecnologias, mas sempre atento ao fato de que, no final das contas, seguimos lidando com pessoas. 

 

cristian@k2ponto.com.br

LinkedIn

 

 

Discutir sobre

Leitura adicional

o-que-e-sustentabilidade-e-qual-e-o-seu-papel-nisso

O que é sustentabilidade e qual é o seu papel nisso?

Para entender o que é sustentabilidade – e poder exercê-la na prática -, pense na manutenção da viabilidade da vida no nosso planeta, não só no presente como para as futuras gerações.    Quer adentrar esse caminho virtuoso? Comece fazendo a si...

o-que-e-e-para-que-serve-o-mindfulness

Mindfulness: o que é e para que serve

Mindfulness – ou atenção plena, como também é conhecido em português – é uma técnica de meditação que exercita a capacidade de manter o foco no momento presente de forma intencional. E o principal: sem julgamentos.   Imagine a seguinte...

Rádio ao vivo

Ooops ! You forgot to enter a stream url ! Please check Radio Player configuration