Pesquisa
Ouça em
Siga-nos
Pesquisa
Ouça em

Mindfulness: o que é e para que serve

o-que-e-e-para-que-serve-o-mindfulness

Mindfulness – ou atenção plena, como também é conhecido em português – é uma técnica de meditação que exercita a capacidade de manter o foco no momento presente de forma intencional. E o principal: sem julgamentos.

 

Imagine a seguinte situação: você tem uma atividade importante na manhã do dia seguinte e, para evitar indisposições, se deita bem cedo. 

 

Mas o sono não vem… Os pensamentos não param de surgir. E mesmo que tente se livrar dessas divagações para encontrar os sonhos, você não consegue. 😒

 

Afinal, as preocupações relativas ao passado e ao futuro continuam vindo à tona, e o presente se tornou apenas um palco para todas essas inquietações.

 

O dia seguinte acaba sendo estressante. Consequentemente, a noite ruim se repete… E isso acaba se tornando rotineiro.  

 

Certamente, passar por esse tipo de situação é extremamente limitante, e apesar da narrativa apresentada ter sido hipotética, essa é a realidade típica de milhões de indivíduos em todo o mundo. 

 

Insônia, estresse, ansiedade e depressão, infelizmente, são quadros clínicos comuns, que normalmente estão associados entre si ou com outras condições físicas e psicológicas. 

A parte boa dessa história é que a ciência está sempre procurando novas alternativas para tratar essas moléstias.

 

Muitas vezes, terapias farmacológicas não são suficientes no alívio dos sintomas em pacientes que convivem com dores crônicas ou sofrimentos psíquicos. 

 

Isso foi constatado, ainda na década de 70, pelo professor e pesquisador John Kabat-Zinn. 

O médico, que já exercitava a meditação budista em seu cotidiano, decidiu inaugurar estudos clínicos usando a atenção plena na Faculdade de Medicina da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos. 

 

O objetivo era reduzir a tensão em pacientes que sofriam com quadros de dores crônicas.

O protocolo de oito semanas, que não demorou a mostrar resultados positivos, foi chamado de Redução do Estresse Baseado na Atenção Plena (Mindfulness Based Stress Reduction – MBSR).

 

Esse foi o marco para que a  meditação mindfulness começasse a ser utilizada na área da saúde como tratamento para diversas enfermidades, deixando de ser uma prática somente religiosa. 

 

👉 Hoje é possível afirmar que a meditação é uma atividade secular com benefícios cientificamente comprovados através de milhares de estudos. 

 

Benefícios do mindfulness para a saúde

 

Mark Williams e Danny Penman, em seu livro Mindfulness: a practical guide to finding peace in a frantic world, enumeram alguns dos benefícios da prática regular da atenção plena:

 

  • O fortalecimento do sistema imunológico, da memória e do vigor físico;
  • A melhora de sintomas em condições como a ansiedade e a depressão;
  • A construção de relacionamentos melhores e mais gratificantes com as outras pessoas;
  • A redução de indicadores de estresse crônico, como a hipertensão;
  • O auxílio no combate ao impacto de doenças graves como dor crônica e câncer. 

👉 Os autores também apontam que os meditantes frequentes são mais felizes e mais satisfeitos, o que pode impactar na longevidade. 

 

Mas afinal, o que é a meditação da atenção plena?

 

A capacidade de estar plenamente atento é inata a todos os seres humanos, mas ela precisa ser exercitada, assim como os músculos do corpo.

 

E a meditação é justamente uma forma de treinar a sua mente através da concentração em alguma sensação, visualização ou até mesmo um objeto.

 

A meditação transcendental hinduísta usa a repetição de sons – os conhecidos mantras – como base para as práticas.

 

Quando falamos da atenção plena, o foco pode ser a própria respiração ou algum outro elemento que pertença ao aqui e agora de quem está meditando.

 

Ao contrário do que muitas pessoas ainda pensam, você não precisa esvaziar a sua mente para meditar. 

 

Afinal, até para meditantes experientes isso é impossível. Os pensamentos virão, e tudo bem! 

 

Você pode simplesmente se propor a observar esses pensamentos e depois deixar que eles desapareçam, da mesma forma que surgiram. 

 

E assim você poderá trazer sua atenção de volta para o momento presente quantas vezes forem necessárias.

 

Isso já é estar meditando! 🙂

 

Mindfulness e o reencontro com a própria consciência 

 

Um dos fundamentos da atenção plena é a aceitação e o acolhimento da realidade presente, sem julgamentos.  

 

Jon Kabat-Zinn acredita que mindfulness é uma palavra diferente para expressar consciência – o que, apesar de parecer muito simples, é exatamente o motivo de as pessoas acreditarem que não são capazes de meditar. 

 

👉 A consciência muitas vezes é confundida com as distrações que não podemos controlar. 

 

E isso compromete nossas habilidades de autorregulação e concentração, fazendo com que fiquemos reféns de nossas próprias emoções.

 

Em Headspace – Guide to Meditation, série de animação lançada pela Netflix, o ex-monge Andy Puddicombe ilustra a mente como um céu azul que sempre existiu, e os pensamentos como nuvens passageiras.

 

Às vezes esse céu azul pode estar totalmente coberto por nuvens, causando a impressão de que ele não está mais lá. 

 

Saber que o céu azul ainda existe, mesmo em períodos totalmente nublados, cria as condições para que o cinza se disperse e você possa vivenciar de novo os dias ensolarados. Assim você terá mais momentos de calma e plenitude!

 

E você? Já tentou alterar a cor do plano de fundo da sua mente? 😀

 

Mindfulness nos negócios

 

A arte de meditar, originalmente disseminada apenas em atividades religiosas, também se tornou fonte de apoio para o mundo dos negócios. 

 

A atenção plena e outras formas de meditação vêm sendo utilizadas em ambientes corporativos com o objetivo de aumentar o foco e a produtividade das equipes.

 

Segundo uma reportagem da Época Negócios, grandes empresas como o Google oferecem sessões de mindfulness a seus colaboradores durante os expedientes.

 

E, além de sua implementação em ambientes de trabalho, a própria meditação também se tornou um grande negócio. Empresas especializadas, como a Headspace, são avaliadas em milhões de dólares. 

 

Você tinha ideia de que é possível ficar milionário com a meditação? 🤔

 

Mindfulness nas escolas

 

Os protocolos de meditação também vêm sendo usados em escolas públicas e privadas ao redor do mundo.

 

Daniela Degani, idealizadora da empresa brasileira MindKids, afirma que a prática de mindfulness em escolas gera benefícios em quatro dimensões:

 

  • Capacidade de foco;
  • Respeito;
  • Participação em sala de aula;
  • Equilíbrio emocional.

 

Em 2019, o governo britânico decidiu implementar exercícios de atenção plena no currículo de mais de 300 instituições de ensino.

 

A iniciativa faz parte de um estudo sobre o bem-estar de estudantes e pretende melhorar o desenvolvimento das habilidades interpessoais das crianças.

 

Mindfulness no cotidiano

 

A atenção plena pode ser exercitada a qualquer momento e em qualquer lugar, de maneira individual ou coletiva.

 

As práticas formais incluem técnicas de respiração ou de sensação, nas quais se reserva um tempo para a quietude.

 

Você também pode praticar mindfulness de maneira informal enquanto lava louça, toma seu café da manhã ou até quando conversa com uma pessoa querida (afinal, estamos falando de atenção plena). 

 

Aplicar essa técnica no dia a dia, para vivenciar todas as situações da maneira mais consciente possível, é tão importante quanto ter momentos de meditação estruturada. 

_____________

 

Como você pode perceber, são diversas as razões para que as pessoas e instituições tragam a filosofia mindfulness para os seus cotidianos. 

 

Agora que você já sabe um pouco sobre o conceito, que tal praticar? 🙂

 

As meditações guiadas, encontradas em plataformas de streaming, são uma ótima opção para iniciantes. 

 

Lembrando que é necessário ter disciplina e força de vontade para introduzir a meditação em sua vida como uma prática regular. Só assim você atingirá os benefícios dessa sabedoria milenar.

 

💡 E não se esqueça: o presente é o único momento que importa. Por isso, todas as atividades merecem atenção plena!

 

Se você tem alguma experiência com essa prática de autocuidado, deixe aqui o seu comentário ou, se preferir, compartilhe esse texto com seus amigos! 😀

 

 

AUTOR

Cristian Amaral 🇧🇷  

 

Eu movo as palavras de lá para cá, e escolhi a web como tabuleiro desse jogo. Assim como todo profissional online, encaro diariamente o tsunami de informações e tecnologias, mas sempre atento ao fato de que, no final das contas, seguimos lidando com pessoas. 

 

cristian@k2ponto.com.br

LinkedIn

 

 

 

Discutir sobre

Leitura adicional

o-que-e-sustentabilidade-e-qual-e-o-seu-papel-nisso

O que é sustentabilidade e qual é o seu papel nisso?

Para entender o que é sustentabilidade – e poder exercê-la na prática -, pense na manutenção da viabilidade da vida no nosso planeta, não só no presente como para as futuras gerações.    Quer adentrar esse caminho virtuoso? Comece fazendo a si...

Rádio ao vivo

Ooops ! You forgot to enter a stream url ! Please check Radio Player configuration